quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Polícia Federal: Força!! Vai dar certo!!!



Não sei se já escrevi isto aqui, mas se escrevi, farei novamente. Meus caros amigos. Vocês que estão na luta árdua por um lugar ao sol, buscando um emprego público. Escrevo este post apenas para resumir: NÃO DESISTAM!!! O lugar de vocês está reservado, seja aqui dos lados de dentro da Academia Nacional de Polícia, ou em qualquer outro cargo. Acreditem sempre que tudo dará certo.


Simplesmente porque o destino conspira. Coisas surgem do meio do nada. Você pode estar se sentindo sem esperanças e quando menos espera, de onde menos espera, aparece algo que muda tudo. E geralmente são coisas simples, as grandes responsáveis pelos maiores acontecimentos nas vidas de todos nós.


Saibam vocês que em momento algum da minha vida eu pensei ser policial federal. Na verdade, nunca tinha prestado muita atenção na Polícia Federal, no início da década de 90, quando aterrissei na Ilha de Villegagnon, na Escola Naval. A Marinha, a Força de Submarinos e o Grupamento de Mergulhadores de Combate, esses sim, sonhei com eles a vida inteira.


Mas bastou acabar o período de adaptação do primeiro ano da Escola Naval, época em que o aspirante mais “rala”, para eu me dar conta que não daria certo como oficial da Marinha. Não...eu não seria um bom oficial. Foi quando folheei um jornal e vi algo sobre o concurso para Agente de Polícia Federal, que não ocorria desde 1989, se não me falha a memória. Achei interessante e acreditei que poderia ser uma boa forma de sair da Escola Naval. Afinal, sair de uma instituição como aquela não é fácil. Meio mundo diz que você está com o futuro garantido, que fará uma viagem “de ouro” para dezenas de países e blá, blá, blá... você pede baixa e é chamado de louco.


Então pensei que aquela matéria sobre a Polícia Federal era um sinal. Poderia sair de algo seguro para outro. E naquela época, a prova ainda era de nível médio e as provas eram só de Português, Estudos Sociais e Atualidades. Comecei a estudar quando ainda estava na Escola, aguardando pacientemente a abertura do edital.


Entre o momento em que vi a matéria e a liberação do edital, quase um ano passou. E no dia 31 de Maio de 1993, último dia de inscrição, fui até o Banco do Brasil onde poderia me tornar candidato. Lembro de como fui criticado pelos oficiais superiores. Diziam que eu iria perder status. Na verdade, eu queria apenas sair daquela ilha, sem que as cobranças fossem muito exageradas. Inevitável...elas foram muito piores que eu pensei.


E ainda tive que engolir a notícia de que a prova seria adiada por conta de um “vazamento” ( não é algo tão atual assim, não é mesmo?). O exame intelectual, que seria em Agosto, ocorreu apenas no final daquele ano. Aí já era tarde...eu estava fora da Marinha, sem emprego e começando uma faculdade complexa, que era o bacharelado em Física. Apesar de tudo, elevei minha fé naquela época. As coisas foram acontecendo. Comecei a dar aulas de Física e Matemática em alguns lugares. Fiquei rapidamente independente... e aguardando a prova da Polícia...


Depois que fiz a prova, levei mais dois anos e meio para ser chamado. E quando fui, já era o Professor Sandro. Vida estruturada, bons salários, carro... Mas eu jamais deixaria de ir para a ANP... afinal, foi o que me motivou a mudar de rumo, quando eu ainda estava na Marinha. E me arrepender do que não fiz...sei o que é isso, pois já ocorreu comigo...é terrível...


Entrei consciente de que ganharia menos da metade do que ganhava...Mas algo me impulsionava para frente. A fé no futuro, em primeiro lugar. Deixei o Professor no passado. Aos poucos, ao longo desses 14 anos, surgiu o policial. Como um gráfico parabólico, atingi o ápice do instinto policial, para, em seguida, buscar tranqüilizar meu coração. Todos vocês passarão por isso. Pelo menos aqueles que se identificarem com o Universo Policial. Serão aguerridos ao extremo. Caçarão o mal incessantemente. E depois perceberão as medidas de tudo.


O concurso é uma realidade. A necessidade do DPF é enorme. Continuem estudando duro. Mas não esqueçam a parte física e espiritual...Façam suas orações.


VAI DAR CERTO!!!


ESTOU ESPERANDO AQUI!!! Se tudo der certo, serei instrutor de vocês na ANP!!!


31 comentários:

  1. Bixo!! tu é o Kara! nunca conheci ninguém assim como você. Tu da muiita força pra continuar lutando, pois às vezes parece que entrar na PF é algo Mega Impossível, parece que as matérias não acabam nunca,parece que estou num tunél em curva que não deixa ver o fim...entende... Pow Sandro Valeu!

    ResponderExcluir
  2. "VAI DAR CERTO!!!

    ESTOU ESPERANDO AQUI!!! Se tudo der certo, serei instrutor de vocês na ANP!!!"

    Parcero, essa arrepiou até. rs
    Que os anjos digam amém e que eu realmente possa ter o privilégio de ter vc como instrutor.
    Fique na paz.

    ResponderExcluir
  3. Nem preciso falar o que suas palavras representam, né? Os dois comentários acima mostram sua importância nesse universo daqui.

    Mostram o que vc ainda está fazendo nesse mundo sem cabimento! A cada novo post, a admiração pela pessoa que vc é, dobra! Temos sorte de ter pessoas como vc aí! És um exemplo pra todos nós!

    Mil Beijos

    ResponderExcluir
  4. Fala sandrão, a vida nos desafia de N formas né... estive ausente tentando superar algumas fases ruins pela qual temos que provar que somos fortes e capazes..relendo hoje seus ultimos posts fiquei extremamente chateado com o que ocorreu contigo, mas sei da sua força e não tinha duvidas de que vc superaria brevemente voltando com força total...desculpe minha ausencia nestes dias dificeis, mas saiba que minha alegria neste ultimo post seu, nao foi nem pelo fato de vc dizer que o concurso é uma realidade, e sim pelo fato de perceber em suas palavras que o grande Sandro está de volta!! grande abraço brother

    ResponderExcluir
  5. Será um honra ter você como instrutor, da nossa parte estamos dando "sangue" para que isso ocorra. Não é fácil ter trabalho, família, preocupações e ainda por cima encaixar uma rotina árdua de estudos e treinamento físico...mas valerá a pena!
    Grande abraço e que o bem que você proporciona para a galera, retorne em dobro para você.

    ResponderExcluir
  6. Valeu, cara! Nos veremos lá em breve então, se a vida assim permitir!
    Abraço e boa recuperação.

    Thiago Rocha
    Fortaleza-CE

    ResponderExcluir
  7. Vai ser show meu irmão!!

    Sandrão de instrutor, pena que estarei começando os estudos agora para o próximo concurso para Agente, mas vai que eu dou uma sorte grande e passo de primeira...

    hehe

    Abração

    ResponderExcluir
  8. Grande Sandro,
    é muito bom ler suas palavras novamente.
    Desta vez, parece até que vc andou ouvindo minhas conversas com minha esposa...ando vendo o sonho cada vez mais distante, mas valeu a força...
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  9. E quando menos espera, de onde menos espera, aparece algo que muda tudo, uma reportagem em um jornal ou um post em blog!
    Ótimas palavras Sandro, realmente inspiradoras!

    Se me permite utilizar este espaço para sanar uma dúvida, mas ao ler o que voce escreveu fiquei intrigado em relação ao tempo que o candidato demora para tomar posse, ou pelo menos ser chamado. Geralmente leva anos mesmos? Independente da colocação?

    ResponderExcluir
  10. Ainda quero muito ser uma APF. Só não sei se terei a mesma garra e a mesma competência de antes. Às vezes sinto que a minha oportunidade foi aquela do ano passado. E não terei outra. Não sei...

    ResponderExcluir
  11. Sol,

    NÃO DESISTA DO SEU SONHO!!!!!!!!!!!!!!!
    Seu lugar está reservado por aqui.
    VAI DER CERTO!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. POXA VÉI.. EU TAVA COM TUDO PRA ESTUDAR ESSE SEMESTRE NO DAMASIO. MAS MUDARAM HORARIO E ACABOU ATRAPALHAND MEUS PLANOS, MAS IREI ESTUDAR EM KSA PRA QD MINHA FACULDADE ACABAR ANO QUE VEM ME DIDICAR EXCLUSIVAMENTE A APF VLW SANDRÃO VC É O CARA PARABÉNS

    ResponderExcluir
  13. Imagine aí ...
    Ingressar na ANP e ter Sandro Araújo como instrutor;
    Pra quem conhece um pouco e acompanha o blog diria:
    "Esse homem aqui dantes nos alertou do bônus e do ônus, da dor e da paixão redentora que é ser Policial...
    Esse é o mais antigo instrutor e aconselhador que tenho."

    Pelo menos comigo seria ou SERÁ assim.

    Abraço Sandro, creio eu ser possível.
    Trabalho pra isso.

    ResponderExcluir
  14. Romulo:

    “Simplesmente porque o destino conspira. Coisas surgem do meio do nada”. Durante muito tempo eu alimentei um ódio profundo por pessoas que simplesmente deixaram de acreditar nas instituições públicas, principalmente por meu pai, pois, segundo ele, “o policial e o bandido se tornaram a mesma coisa”. Infelizmente para muitas pessoas em minha volta a instituição policial já se perdeu.
    Eu encontrei na Policia Federal uma forma de lutar pelo que acredito, ela se tornou minha esperança de provar que existem remédios para o Estado, e, ainda, pessoas que se comprometem em tirar o Brasil desse estado de calamidade e resgatar o respeito que os policiais merecem. Assim, espero não me decepcionar, confio que a PF possa me dar oportunidade de ser uma pequena luz em meio a essa escuridão.
    Nós seremos a nova geração, nós ajudaremos a mudar, seremos a luz, seremos o Estado. Por favor, não desistam de seus sonhos!

    ResponderExcluir
  15. Sou policial federal há sete anos e meio...

    Estou em minha quarta lotação... Já trabalhei em delegacia, em Superintendência... já fui operacional, já trabalhei em inteligência estratégica... até na parte administrativa também já trabalhei... hoje faço serviço de disseminação de doutrina policial numa área em especial... e estou tentando convencer a Direção Geral da necessidade de criação de unidades especiais para combate a um crime específico...

    Acompanho este blog já há um bom tempo (mais de um ano) e admiro muito vc, Sandro...

    Sua garra, sua fé nas pessoas e no país equilibram bastante minha visão na maioria das vezes cética... Eu era idealista e apaixonado, mas fatos que presenciei me tiraram muito do brilho que eu ostentava... Hoje tenho uma visão muito realista do DPF e do Brasil... Não joguei a toalha porque sei que a sociedade me paga para que eu siga em frente...

    É muito bonito ver que suas palavras inspiram tantos aspirantes a policial federal... esse sangue novo correndo nas veias dessa galera pode ajudar a mudar o atual estado de coisas... eu acredito muito nos jovens... eu sei bem quem eu era com vinte e pouco anos, quando adentrei os portões da ANP... meu coração era uma bola de fogo...

    Vc, Sandro, é a inspiração dessa galera toda... Parabéns por tudo!!! Pelo blog, pela recuperação emocional em relação ao seu estado clínico... Parabéns por tudo, guerreiro!!! Saiba que vc inspira não só os aspirantes (os candidatos), mas também seus colegas... Já falei de vc para minha esposa, para meus colegas de trabalho e alguns amigos inclusive de fora do Departamento...

    Sua figura altaneira me ajudou muito em momentos que achei que apenas eu (no meu grupo de trabalho) sentia o coração pequeno em face das injustiças...

    Quanto aos candidatos: primeiro tentem ouvir seus próprios corações e mentes para saberem se é essa vida mesmo que querem... procurem conversar com gente daqui de dentro... perguntem como é fazer uma vigilância (noturna ou não) durante horas... perguntem como é receber telefonema de traficante na sua casa, com ameaças à sua esposa e a seu filho (enquanto vc está trabalhando)... perguntem como é oferecer sua vida em defesa de um dignitário do qual vc está fazendo escolta... perguntem como é acompanhar alguns alvos "on line" no serviço de interceptação telefônica durante dez ou onze meses (sem oportunidade de almoçar e jantar... apenas comendo sanduíche e suco de caixinha )... perguntem como é morrer de saudade de seu filho e esposa enquanto vc fica dois, três meses na fronteira (ou outra cidade distante), sem poder vê-lo durante todo esse período (e no telefone ele pergunta: "papai, amanhã vc volta pra casa? queria brincar contigo... vc brinca comigo amanhã?)... mas perguntem também da extrema satisfação que envolve o momento da deflagração da operação, após inúmeras noites mal-dormidas, ao término da investigação... esse é o primeiro passo: saber se vcs querem mesmo isso; o segundo passo é: faca nos dentes e olho de tigre!!!!! Estudem, estudem e estudem!!!! E treinem, treinem e treinem a parte física (com orientação inicial de um profissional da área, para evitar as lesões e garantir o resultado satisfatório)...

    E entrem aqui para fazer a diferença... Entrem aqui para serem policiais federais (de verdade)!!! Não para serem meros servidores públicos cumpridoes de horários... E nem para serem meros desfrutadores de carteiradas e status... Entrem aqui para tentar ajudar o Estado Brasileiro a transformar este país numa Nação!!!

    Eu acredito em vocês... E essa crença eu devo ultimamente muito ao Sandro!!!

    Parabéns novamente, Sandro!! Vc é um iluminado!!!!

    Aos candidatos, FACA NOS DENTES!!!!!!!!!! A camiseta preta e a glock aguardam ansiosamente por vocês!!!

    ResponderExcluir
  16. É isso ai Sandrão. Em breve estaremos na luta na ANP, com fé em Deus!

    Já fomos para o campo de batalha. A luta é árdua, sabemos. Uma missão nos foi dada, e não pretendemos desistir.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Meu orgulho será incomensurável ter você como instrutor. Não sei se irá lembrar de mim, acho até que não, terei que refrascar sua memória. Com certeza será a época mais importante da minha vida profissional.

    Obrigado Sandro pelos incentivos, pois o que os seus seguidores do blog mais precisam num momento como este é de incentivo, ainda mais de uma pessoa como você. Forte abraço!

    ResponderExcluir
  18. Sandro,
    não, não vou desistir. Será uma honra tê-lo como instrutor e poder lhe agradecer pessoalmente cada palavra de incentivo, de inspiração.
    É que às vezes bate uma incerteza, mas passa.
    Obrigada por acreditar. Obrigada por tudo!
    Se cuida

    Abraços

    ResponderExcluir
  19. Sandro
    Todo dia ralando, sentando a bunda na cadeira para estudar várias horas por dia, às vezes desanima.... ainda mais sem edital.
    Mas sempre que eu lembro da camiseta preta, o gás volta. Faz um ano e alguns meses que estou nessa labuta e sei que minha hora vai chegar, afinal, o que é meu tá guardado. Pq no final, TUDO COMPENSA.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Sandro..
    Suas palavras são um combustível pra quem está aqui cheio de dúvidas e incertezas.
    Atrá de uma pilha de livros, vendo matérias que parecem não ter fim, perdendo fds e aguentando a mulher de cara feia quando chega tarde da noite pois está no cursinho...
    Espero sinceramente apertar a sua mão na ANP e dizer muito obrigado...
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  22. Não preciso de muitas palavras...
    Vc é o cara!

    ResponderExcluir
  23. Sandro meu camarada!!!

    Não é a primeira vez que me emociono com suas palavras...

    Com certeza tu és um fator essencial para nossa aprovação!!! Pelo menos para mim...

    Obrigado mesmo!!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  24. É isso aí! todos rumo ao DPF! Muito obrigado, Sandro, pelas sábias palavras nas horas certas. Você é um cara honrado que tivemos o prazer de conhecer por aqui...

    Espero ver todos vocês na ANP!

    Um forte abraço a todos!

    Marcus, futuro servidor do INC.

    ResponderExcluir
  25. Com suas palavras já me sinto uma vitoriosa!!
    Vc é um guerreiro!!!
    Saudacoes!!
    Luci

    ResponderExcluir
  26. Guerreiro nem tenho palavras pra expressar o que eu sentir quando lir suas palavras.Tenho 19 anos,sempre quiz ser agente da policia federal.Não sei muita coisa ainda e não tenho experiencia nesse ramo mais sei de uma coisa força de vontade e perseverança é uma coisa que não falta em.Com 18 anos comecei a trabalhar em um restaurante (aqui no rj cabo frio chamado new junior)como garçon recolhendo mesa limpando chão e nada mais,com 4 meses fui promovido a chef de salão,com mais 2 meses fui pra reposição e com mais 3 meses pintou uma oportunidade de ser gerente desse restaurante,agarrei logo essa oportunidade hj estou em fase de treinamento pra poder administrar esse restaurante..
    Só que não quero isso botei na minha cabeça que quero ser um agente da policia federal,vc deve saber como ninguem oque é aquela maravilhosa agunia que quando só em falar em policia federal o coração ja quer pular do corpo..
    Hj ja estou começando a estudar e sei que vou passar na prova e vou ser um agente da policia federal Haaa mais vou sim concerteza
    brigado guerreiro sei que sou capaz
    Um grande abração..

    ResponderExcluir
  27. Terei o prazer em conhece-lo, e será uma honra ser seu aluno.Sou da marinha e não aguento mais esta instituição que vive de status e aparência. Sempre sonhei em ser APF, estou na luta e consiguirei, vc tem um papel importante para os canditados, suas palavras animam... grato pois hj em mais um dia de estudo ganhei mais força com sua história. Até...

    ResponderExcluir
  28. Uma pausa nos estudos e encontrei esse blog. Muito bom ter lido seus posts. Meu sonho é ser agente da polícia federal. Desde nova minha inclinação sempre foi para a área militar. com 17 anos prestei para a Academia do Barro Branco em São Paulo, contrariando minha mãe e família. Hoje, mesmo com filhos, e terminando minha 2.a graduação, minha meta continua a mesma, passar no concurso da PF. com fé em Deus eu vou passar. Se não nesse, no próximo. Mas um dia ainda serei agente. Obrigada pelas palavras motivadoras. abraços
    Marília

    ResponderExcluir
  29. ESTOU NESTE MOMENTO ESTUDANDO PARA A PROVA DA POLICIA FEDERAL E POR ACASO ABRI ESTE BLOG. ESTOU HOJE COM 46 ANOS DE IDADE, MAS DESDE OS 7 ANOS MEU ESPÍRITO É POLICIAL. SEMPRE ENFRENTO MEUS ADVERSÁRIOS DE FRENTE. TENHO POUCOS AMIGOS, MAS O NECESSÁRIO PARA MANTER A MINHA FÉ EM DEUS, NA FAMÍLIA E NA VIDA. ANTES MORRER POR UM IDEAL DO QUE VIVER SEM ELE. CHEGOU A MINHA VEZ. LOGO ESTAREI CONTIGO. BETHE ROCHA

    ResponderExcluir
  30. Sandrão, desculpe chamá-lo assim, mas diante de quase todas as passagens de sua vida aprendi a respeitá-lo tanto que sinto-me quase que na obrigação de tê-lo como amigo. Sou um jovem advigado,passei no exame de ordem a 4 meses. A minha vida nunca foi um mar de rosas. Como bacharel em direito, ainda recem formado, ou melhor dizendo, com 1 ano de formado, fui trabalhar como manobrista em um estacionamento aqui na zona norte de SP. Muitos, dentre eles advogados, promotores e juizes, que frequentavam o local, me perguntavem o que eu estava fazendo ali. As indagações emergiam diante de seus olhos no momento em que notavem os livros abertos e a determinação em passar nesse maldito exame. A resposta era simples, alias mais simples do que eu mesmo, eu dizia: Faço isso para manter a minha dignidade aflorada. Creio ter satisfeito as pretensões de muitos naquele local. Tive algumas decepções com a Policia Militar do meu estado, vez que diante de 2 aprovações consecutivas, e todas as fases percorridas, diga-se de passagem, como êxito e louvor, a P2, ou Investigação Social, achou por bem me reprovar, pois onde moro existem muitas pessoas de má indole e como eu não me combinava muito com eles, e havia brigado com um deles pois ameaçavam a minha familia. Fiquei muito entristecido pois a carreira policial era tudo pra mim. Diante das adversidades tive uma certeza: "Não sou eu que não sirvo para a Polícia Militar de SP, ela é quem não me servia". Guardo isso com afinco, tendo a certeza que algo melhor esta reservado para mim. Só a titulo de curiosidade, quando a investigação social soube do relatório de reprovação social fui chamado para "defender-me"(só para fazer constar o meu direito de defesa, apenas, pois na verdade eu ja entrei reprovado a partir da porta de entrada!). La me fizeram perguntas as quais o proprio capital entrevistador ja respondia. Enfim, sai derrotado de lá. Confesso que o sentimento de vingança não deveria ser alvo nas minhas pretensões, todavia, como bem diz o meu ídolo, Sr Willian Douglas (o guru dos concursos), temos que nos prender em algo para nos impulsionar a chegar no pódium. Assim sendo, foi o que fiz. Usei a raiva que sentia da PM/SP para iniciar, concluir e me formar em direito. Estranho dizer para alguem que ela não é bem vinda na PM/SP, pois bandido não integra os quadros internos, quando este tem reputação ilibada, quando este foi aprovado em sua monografia com 10,0 de nota, aprovado com louvor pelos componentes da banca. Realmente não sirvo. Tenho certeza que Deus esta olhando por nós neste momento, fazendo-nos declinar a fazer o que é certo. Assim como vc foi vitima do estado, o mesmo Estado que depende de mim hj para fazer com que a Justiça preveleça, pois sabemos que o advogado é peça importante na busca pela paz social e justiça dos homens. É isso, hj, de forma atuante sou um advogado. Acho que com isso provei para mim mesmo que sou capaz de galgar degraus a passos largos, se tivermos determinação nada nos deterá. Isso mesmo, Deus no coração, força, Alvo, determinação, ideal, perceverança e muita, muita vontade de ser uma pessoa melhor a cada segundo. Lhe admiro, tanto que tomo a liberdade de chamá-lo de amigo. Aos leitores peço-lhes desculpas talvez por possiveis erros gramaticais e falta de coesão no texto, não escrevi este texto como advogado mais como um a dmirador que ainda acredita no Brasil. Forte abraço querido, vamos que vamos.

    ResponderExcluir
  31. Parabéns pra vc!tem muita confiança em sí e em Deus.Meu sonho é fzer parte da Pm..meu único e maior sonho.Vou fazer a prova nessa semana..mas ñ estou confiante.Se ñ der certo de agora vou tentar demais vezes.Pois desistir..jamais.!

    ResponderExcluir

Share It